Falsa Notícia de novo sobre o Papa Francisco
19/04/2018 11:44 em Papa Francisco

Papa Francisco cancelou a Bíblia? Notícias falsas circulam nas redes sociais

or Walter Sánchez Silva

Papa Francisco. Foto: Daniel Ibáñez (ACI Prensa) / Bíblia. Foto: Pixabay, domínio público

 

 

A origem do boato está no site ‘Thereisnews.com’ (Há notícias) que em 2 de abril publicou uma nota intitulada “O Papa Francisco cancela a Bíblia e propõe criar um novo livro”.

Neste dia, o único discurso público do Santo Padre foi a oração do Regina Coeli na Segunda-feira do Anjo, no qual meditou sobre a importância de celebrar a Páscoa em família, pediu pelas pessoas que sofrem por diversos conflitos e pelos sequestrados no mundo inteiro e incentivou a oração pelas pessoas com autismo.

A nota que o Thereisnews.com publicou em 2 de abril aponta o seguinte: “O Papa Francisco surpreendeu o mundo hoje ao anunciar que a Bíblia está totalmente desatualizada e precisa de uma mudança radical, por isso a Bíblia é oficialmente cancelada e é anunciada uma reunião entre as personalidades mais altas da Igreja, onde será decidido o livro que a substituirá, seu nome e seu conteúdo. Alguns nomes já estão sendo considerados e o que tem mais força é ‘Bíblia 2000’”.

Em seguida, o texto atribui ao Papa as seguintes palavras: “Não podemos continuar tentando falar com o nosso público em um mundo totalmente novo com um livro que tem milhares de anos. Estamos perdendo seguidores e temos que dar um passo adiante na busca pela modernização da Igreja, reescrever a Palavra de Deus, mesmo que seja apenas o Antigo Testamento, no qual há certas passagens que é melhor não repetir”.

O site Thereisnews.com tem um aviso legal que assinala: “O nosso site é uma página de humor cuja finalidade é entretenimento. O conteúdo do site é ficção e não corresponde à realidade”.

O Papa Francisco nunca disse que a Bíblia foi cancelada e encorajou em diversas ocasiões a leitura da Bíblia, como fez nesta quarta-feira, 18 de abril, em sua saudação aos fiéis no final da Audiência Geral, por ocasião da 10ª Semana Bíblica na Polônia.

Nesse sentido, o Pontífice encorajou que “todos os dias, individualmente ou em família, encontrem algum tempo para ler e meditar nas Sagradas Escrituras, para que possam receber dela a força necessária para a vida cristã”.

O Santo Padre encorajou que “seja esse o seu compromisso” e incentivou a compartilhar “com coragem a Palavra de Deus aos outros, vivam dela todos os dias, testemunhando a fidelidade a Cristo e ao seu Evangelho”.

Em dezembro de 2015, o Vaticano havia advertido aos fieis católicos que tomassem cuidado com as doces palavras falsamente atribuídas ao Papa.

“Estes tipos de textos que circulam pela internet atribuídos ao Papa Francisco geralmente não mencionam a data e a ocasião na qual pronunciou essas palavras. Porque desta maneira, seria fácil para qualquer pessoa procurar na página oficial da Santa Sé e comprovar se realmente eram palavras do Papa”, explicou News.va em uma publicação no Facebook.

Naquela ocasião, a mídia do Vaticano pediu aos fiéis que “procurassem nas fontes do Vaticano para comprovar se realmente eram palavras do Papa Francisco”.

Portanto, o Vaticano pediu que se comprove a veracidade das mensagens atribuídas ao Papa na internet através dos sites oficiais da Santa Sé, como a conta de Twitter do Papa Francisco @Pontifex_pt, o site do Vaticano, a Sala de Imprensa da Santa Sé, a página do Facebook de News.va, o jornal do Vaticano L’Osservatore Romano.

 

Fonte: ACI Digital

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!